Em Português  In English
Medalha Estrela de Bronze
Página PrincipalIntrodução da Segunda Guerra MundialHolocausto na Segunda Guerra MundialBiografias da Segunda Guerra MundialEventos da Segunda Guerra MundialArmamento da Segunda Guerra MundialMultimédia da Segunda Guerra Mundial

Resgate dos judeus na Dinamarca

// Foi organizada na Dinamarca uma operação a nível nacional por forma a resgatar os judeus para a Suécia.

2 de Outubro de 1943 - Suécia oferece asilo aos judeus da Dinamarca
Num relatório entregue a oficiais alemães em Berlim, o governo sueco informa oferecer asilo para cerca de 7.000 judeus dinamarqueses. No final de Setembro de 1943, o plano alemão de prender e deportar os judeus da Dinamarca vazou para as autoridades dinamarquesas, as quais avisaram a população judia pedindo que se escondesse. Em resposta, membros da resistência dinamarquesa, em conjunto com a população local, organizaram espontaneamente uma iniciativa nacional para transportar clandestinamente os judeus até o litoral, de onde pescadores dinamarqueses os transportariam para a Suécia. Em pouco mais de três semanas os dinamarqueses levaram mais de 7.000 judeus e cerca de 700 não-judeus para a Suécia. Apesar dos esforços dinamarqueses, cerca de 500 judeus foram presos pelos alemães e deportados para o gueto de Theresienstadt.

 
 
23 de Junho de 1944 - Delegação dinamarquesa visita Theresienstadt
Uma delegação dinamarquesa juntou-se à Cruz Vermelha Internacional para efetuar uma visita de inspeção às condições em que viviam os judeus no gueto de Theresienstadt, na Bohemia. Para iludir os inspetores e a opinião mundial sobre o tratamento dado aos judeus pelos nazis, as SS embelezaram o gueto e criaram a impressão de que Theresienstadt era um assentamento judaico autónomo. Ao contrário dos demais prisioneiros daquele campo, os 500 dinamarqueses que ali se encontravam não foram deportados para campos de concentração e podiam receber pacotes de mantimentos da Cruz Vermelha. Em 15 de Abril de 1945, os prisioneiros dinamarqueses foram libertados do gueto e entregues aos cuidados da Cruz Vermelha Sueca como resultado das negociações entre representantes do governo sueco e oficiais nazis, que garantiram que os prisioneiros escandinavos nos campos, incluindo judeus, fossem transferidos para um campo de retenção no norte da Alemanha. Aqueles prisioneiros foram finalmente enviados à Suécia, onde permaneceram até o fim da Guerra. Dos quase 500 judeus dinamarqueses que foram deportados, cerca de 450 sobreviveram.
Anterior 2/2 Próxima
 Veja o texto completo do artigo.

Fonte:
USHMM.org


 » Classif.: 
 »  2,93 (680 votos)

Comentários
Código da Validação:




Código da ValidaçãoRefrescar Código

» Regras de Utilização
[Fechar]
TextoMultimédia da Segunda Guerra MundialLoja
Anterior 1/6 Próxima
Opções
Tamanho da letra » A+ / a- Imprimir » Imprimir
Comentar » Comentar Ver Comentários » Ver Comentários
Newsletter
Loja
  Amazon.com

  ebay.com

Estatísticas

Números do Site:
#Artigos: 187
#Multimédia: 772
#Cronologia: 538
Comentários