Em Português  In English
Cruz de Cavaleiro de Cruz de Ferro com Folhas Douradas de Carvalho, Espadas e Diamantes
Página PrincipalIntrodução da Segunda Guerra MundialHolocausto na Segunda Guerra MundialBiografias da Segunda Guerra MundialEventos da Segunda Guerra MundialArmamento da Segunda Guerra MundialMultimédia da Segunda Guerra Mundial

Blackburn Botha

// O Blackburn B-26 Botha foi um bombardeiro torpedeiro britânicos de reconhecimento de quatro lugares.

Características
Tripulação 4
Peso 5.366kg (vazio)
8.369kg (cheio)
Comprimento 15,58m
Altura 4,46m
Envergadura 17,98m
Área Asa 48,12m²
Motor 2 motores radiais Bristol Perseus de 940hp cada
Velocidade 401km/h (máxima)
341km/h (cruzeiro)
120km/h (estol)
Alcance 2.044km
Armamento
3 metralhadoras de 7,7mm (uma na frente e duas na torre dorsal)
torpedo interno
carga de profundidade ou bombas até 907 kg
Em Setembro de 1935 o Ministério Britânico do Ar emitiu uma especificação para uma aeronave de reconhecimento e de bombardeio para três tripulantes e que fosse bimotor. Dois projetos foram aceites: o Blackburn Botha e o Type 152 (mais tarde chamado de Beaufort) da Bristol. Ambos deveriam utilizar o motor Perseus. Mais tarde o Ministério do Ar reviu a especificação e mudou o número de tripulantes para quatro. O aumento de peso requeria um motor mais forte e enquanto a Blackburn recebeu o motor Perseus de 880hp, a Bristol utilizou o motor Taurus de 1.130hp.

 
 
Enquanto os pedidos eram emitidos para 442 Bothas em 1936, também foram ordenados Beauforts. O primeiro voo do Botha ocorreu no dia 28 de Dezembro de 1938. A RAF recebeu os Bothas a 12 de Dezembro de 1939 e entraram em serviço com o Esquadrão Nº608 em Junho de 1940. O Blackburn Botha era utilizado em patrulhas costeiras carregando cargas de profundidade de 50kg ou bombas de 110kg.
 
O Botha, em serviço, provou ser muito fraco e instável o que causou muitas quedas em 1940. Mais tarde a estrutura e o motor foram alvos de mais desenvolvimento mas foi decidido remover o avião de serviço das linhas de frente. Nessa altura, o Chefe do Estado-Maior da Força Aérea tomou a errónea decisão de mandar as unidades sobreviventes para unidades de treino o que resultou em mais acidentes. Em 1944 todos Bothas foram retirados de serviço. Ao todo foram produzidos 580 Bothas.
 

Fonte:
Blog de Bruno Ribeiro Oliveira.


 » Classif.: 
 »  2,94 (342 votos)

Comentários
Código da Validação:




Código da ValidaçãoRefrescar Código

» Regras de Utilização
[Fechar]
TextoMultimédia da Segunda Guerra MundialLoja
Anterior 1/4 Próxima
Opções
Tamanho da letra » A+ / a- Imprimir » Imprimir
Comentar » Comentar Ver Comentários » Ver Comentários
Newsletter
Loja
  Amazon.com

  ebay.com

Estatísticas

Números do Site:
#Artigos: 187
#Multimédia: 772
#Cronologia: 538
Comentários