Em Português  In English
Medalha Estrela de Bronze
Página PrincipalIntrodução da Segunda Guerra MundialHolocausto na Segunda Guerra MundialBiografias da Segunda Guerra MundialEventos da Segunda Guerra MundialArmamento da Segunda Guerra MundialMultimédia da Segunda Guerra Mundial

Trágica Morte de Rommel

// Informações sobre a trágica morte de Erwin Rommel.

No dia 14 de Outubro de 1944, a rádio alemã emitia uma notícia que encheu de dor e tristeza todos os lares alemães. O marechal-de-campo Erwin Rommel, o mais famoso e querido general-fekmarschall do Reich, morria na sua casa de Herrlingen em consequência das graves feridas a que foi sujeito na frente da Normandia no passado dia 17 de Julho.

A realidade era bem diferente e provavelmente nunca se virão a conhecer os pormenores que envolveram a morte de Rommel, mas com base em determinados factos podem reconstruir-se, em parte, os acontecimentos.

Após a falhada conspiração de 20 de Julho, o seu chefe, general von Stulpnagel, depois de tentar suicidar-se, pronunciou várias vezes, quando delirava, o nome de Rommel, o que provocou suspeitas imediatas à Gestapo.

O certo é que, apesar de Rommel ter algum conhecimento do atentado, nunca se juntou ao grupo nem participou em qualquer das reuniões dos conspiradores, mas as suspeitas estavam cada vez mais centradas nele.


 
No dia 7 de Setembro, o seu chefe de Estado-Maior, general Hans Speldel, é detido pela Gestapo na sua casa, pondo-se Rommel imediatamente em contacto com o Comando Supremo, mas não recebe qualquer explicação. Exactamente um mês depois, Keitel chama-o a Berlim, mas a conselho dos médicos nega-se a fazer a viagem. O marechal já está ao corrente das suspeitas que recaem sobre ele.

No dia 13, o V Distrito Militar de Estugarda chama-o para comunicar-lhe a visita de dois generais para o dia seguinte. Vêm falar-me da invasão ou de um novo destino, segreda a seu filho Manfred. No dia 14, os generais Wilhelm Burgdorf e Ernst Maisel chegam a Herrlingen por volta do meio-dia. A conversa durou uma hora durante a qual põem o marechal ao corrente da situação. Por ordem de Hitler, Rommel deve escolher entre duas alternativas: submeter-se ao juizo de um Tribunal popular ou suicidar-se com uma cápsula de cianeto. Rommel escolhe esta última alternativa e despede-se da sua mulher, de seu filho e da sua ajudante Aldinger.

Finalmente, Rommel sobe ao carro e depois de percorrer apenas 300 metros o veículo pára. O motorista, um soldado das SS chamado Doose, recorda os acontecimentos: O general Maisel e eu descemos do carro e andámos uns trinta metros; então, Burgdorf chamou-nos e voltámos rapidamente. Rommel estava dobrado para a frente e o seu boné no chão do carro. Enquanto voltávamos a Herrlingen, Burgdorf ordenou-me que me dirigisse ao hospital militar de Ulm porque o marechal tinha-se sentido mal durante a conversa. Nesta altura, o glorioso marechal, herói do Africa Korps, era já um cadáver.

Quatro dias depois celebraram-se os funerais oficiais de altos dignatários do Reich. Posteriormente, o cadáver foi incinerado e os restos descansam no cemitério próximo à sua casa de Herrlingen.




 » Classif.: 
 »  2,38 (71 votos)

Comentários
Código da Validação:




Código da ValidaçãoRefrescar Código

» Regras de Utilização
[Fechar]
Robson
25 de February 2013 às 21:57:01
» Responder
» Permalink
Isto é mentira, ele morreu com uma dose de veneno aplicada pela SS, pois, Rommel envolveu-se no golpe contra hitler, onde muitos foram mortos pela conspiração, sendo então decretada a morte do marechal.
JRJR (admin@worldwar-two.net)
27 de February 2013 às 10:56:35
» Responder
» Permalink
Há muitas versões e teorias em relação à morte de Rommel. Essa é mais uma versão possível e igualmente provável.
João Luiz
16 de September 2013 às 17:26:18
» Responder
» Permalink
Rommel participou da conspiração contra Hitler porque era amigo do Coronel Staufenberg. Ele amava a sagrada Alemanha. Quem se suicidou covardemente foi Hitler, acuado pelos Aliados. Rommel foi assassinado pela Gestapo e SS porque do contrário sua esposa, filho e filha(de outra relação) seriam enviados para o campo de concentração por ordem de Hitler. Creio que esta versão seja a mais autêntica. Honra aos verdadeiros alemães e não ao cabo austríaco da Boêmia.
Alan Robert Guiraldino
04 de May 2014 às 20:41:13
» Responder
» Permalink
A mentira serve para alegrar os que não se alegram com a verdade e nisso há uma verdade.
DVD ALCR
17 de July 2015 às 13:08:00
» Responder
» Permalink
ROMMEL FOI MORTO PELA GESTAPO E SS, QUE SUMIRAM COM SEU CORPO, SEU VELÓRIO, COM TODAS AS HONRAS MILITARES FOI REALIZADO COM CAIXÃO FECHADO. SOBRE HITLER, ELE FUGIU PARA A ARGENTINA, VIVEU UM TEMPO NO BRASIL ONDE CASOU-SE COM UMA BRASILEIRA NEGRA NO MATO-GROSSO.
Carlos Alberto
17 de July 2015 às 13:10:13
» Responder
» Permalink
- Hitler era um louco e obcecado pela superação da raça ariana/ levando a morte milhares de pessoas aos campos de concentração entre os quais mulhers e crianças inocentes.Foi tão covrde que suicidou-se para ñ entregar-se aos Aliados para um Julgamento Internacional (Nurenberg) onde certamente seria condenado a morte por genocidio e exectuado em praça publica por fuzilamento ou enforcado tal qal Sadan Hussein.A historia de vez em quando se repete e mostra a humanidade a insanidade destes pseudos lideres que fazem fanaticos seguidores propagando doutrinas de ódio e perseguição a raça humana.
andreas epp
22 de September 2016 às 08:00:45
» Responder
» Permalink
Hitler morreu velho e farto de dias na Argentina.
Anterior 1/1 Próxima
TextoMultimédia da Segunda Guerra MundialLoja
Anterior 1/3 Próxima
Opções
Tamanho da letra » A+ / a- Imprimir » Imprimir
Comentar » Comentar Ver Comentários » Ver Comentários
Newsletter
Loja
  Amazon.com

  ebay.com

Estatísticas

Números do Site:
#Artigos: 187
#Multimédia: 772
#Cronologia: 538
Comentários