Em Português  In English
7 de Dezembro de 1941 - Japão declara guerra aos Estados Unidos
Página PrincipalIntrodução da Segunda Guerra MundialHolocausto na Segunda Guerra MundialBiografias da Segunda Guerra MundialEventos da Segunda Guerra MundialArmamento da Segunda Guerra MundialMultimédia da Segunda Guerra Mundial

O assalto à fortaleza de Eben Emael

// Informações sobre o assalto à fortaleza de Eben Emael por parte das forças alemãs.

A fortaleza belga Eben Emael, construída entre 1932 e 1935, situa-se a cerca de 24 quilómetros de Liege e a cerca de quatro quilómetros de Maastricht. À semelhança de muitas outras fortalezas belgas, a fortaleza Eben Emael foi feita ao abrigo da doutrina francesa que se baseava na construção de fortes fixos. Com este forte, os belgas, pretendiam bloquear a passagem do canal Alberto através de quatro pontes: Lanaye (a Sul), Cane (a Norte), Vroenhoven e Veldwzelt. O Canal Alberto, que tinha ligação com Meuse em Antuérpia, havia sido terminado em 1939 e constituía a primeira linha defensiva da Bélgica.

Por ironia do destino, os trabalhadores na construção da fortaleza eram alemães, tendo tal facto facilitado os planos para o treino da força de ataque germânica.
 


 

Uma fortaleza subterrânea

A fortaleza tinha uma forma de triangulo isósceles e ocupava uma área de 75 hectares, medindo 900 metros de Norte a Sul e 800 de Oeste a Este. Tinha sido construída próximo da montanha de Saint-Pierre e constituída por três níveis, sendo cada um deles separado por portas hermeticamente fechadas.

Tal como se referiu, a fortaleza localizava-se ao lado do canal Alberto, sendo que esse canal servia de fosso à semelhança dos castelos medievais. Para além disso, também se escavou outro fosso mais pequeno entre o referido canal e o Bloco II, a partir do qual um fosso anticarro rodeava a fortaleza, com uma muralha de três metros de altura.

A fortaleza era protegida por duas baterias, a primeira constituída por duas cúpulas (Coupole Nord e Coupole Sud) que correspondiam a duas torres giratórias cada uma com dois canhões de 75mm, e a segunda constituída pelas instalações Maastricht 1 e 2 e Vise 1 e 2 que compreendiam os blocos I, II, IV, V, VI, canal a Norte e canal a Sul. As instalações da segunda bateria eram constituídas por três canhões de 77mm. Ao centro da fortaleza encontrava-se a Coupole 120 com canhões duplos de 120mm. Os canhões de 120mm e 75mm tinham um alcance de 17,5 km e 11 km, respectivamente.

A fortaleza tinha também sete bunkers na muralha anti-carros; cada um, por sua vez, com um canhão de 60mm, duas metralhadoras, reflectores, lança-granadas e cúpulas blindadas de observação.

Finalmente, existiam dois blocos colocados sobre a fortaleza, que estavam também equipados com metralhadoras e reflectores: Mid-Nord e Mid-Sud.
 

Anterior 1/3 Próxima
 Veja o texto completo do artigo.



 » Classif.: 
 »  2,35 (31 votos)

Comentários
Código da Validação:




Código da ValidaçãoRefrescar Código

» Regras de Utilização
[Fechar]
TextoMultimédia da Segunda Guerra MundialLoja
Anterior 1/5 Próxima
Opções
Tamanho da letra » A+ / a- Imprimir » Imprimir
Comentar » Comentar Ver Comentários » Ver Comentários
Newsletter
Loja
  Amazon.com

  ebay.com

Estatísticas

Números do Site:
#Artigos: 187
#Multimédia: 772
#Cronologia: 538
Comentários