Em Português  In English
7 de Dezembro de 1941 - Japão declara guerra aos Estados Unidos
Página PrincipalIntrodução da Segunda Guerra MundialHolocausto na Segunda Guerra MundialBiografias da Segunda Guerra MundialEventos da Segunda Guerra MundialArmamento da Segunda Guerra MundialMultimédia da Segunda Guerra Mundial

Até o Natal foi invadido por Hitler

// Exposição exibe bugigangas com suásticas e a cabeças de porcelana do ditador usadas para decorar as árvores durante a Segunda Guerra Mundial.

Os sinistros fantasmas do Natal passado foi a exposição na Alemanha este mês (Dezembro de 2013) para lembrar aos visitantes numa exposição de como o maior evento do cristianismo foi deformado por fanáticos da história.
A exposição em Ulm chamada "Decorated" é sobre árvores de Natal, através dos tempos - muitas delas dedicadas aos egos de demagogos como Kaiser Wilhelm, arquitecto da Primeira Guerra Mundial, Hitler e Stalin.
Os visitantes podem ver as cabeças de porcelana de Hitler que substituíram o anjo ou estrela no topo da árvore durante o Terceiro Reich.
 
Outro acessórios obrigatórios durante o regime de Hitler incluía bolas de prata que ostentavam a saudação do partido "Sieg Heil!" ou "Heil para a vitória!" e pequenas decorações com suásticas.
Para os cidadãos da Rússia Soviética, que foi contra a ideologia oficial do Estado ateu, havia estrelas vermelhas para colocar nas árvores.
 
Kaiser Wilhelm vangloriado em fotos de si mesmo sob águias do Reich com suas asas abertas e modelo dos dirigíveis Zeppelin com o motivo Cruz de Ferro pintado nas laterais.
Também estava na moda entre os anos de 1914 e 1918 ter um brinquedo feito na forma de "Big Bertha", os monstruosos obuses de 150 toneladas utilizadas pelo exército alemão durante a Primeira Guerra Mundial a destruir fortalezas e linhas de trincheiras.
 

 
O Museu Brotkultur de Ulm está realizando a exposição fascinante que também remonta mais longe do que os grandes ditadores do século passado.
Mais de 400 enfeites de árvore estão na mostra, uma colecção privada de uma família de Ulm que emprestou para a exibição que vai decorrer até Fevereiro do próximo ano.
A tradição de decorar uma árvore de Natal remonta à Idade Média.
Naquela época, era costume de decorar casas e igrejas do advento até Candelária com ramos verdes que representam a "árvore do paraíso", da qual Eva pegou a sua maçã no Antigo Testamento.
No século 16, as primeiras árvores de Natal foram decoradas com maçãs, nozes, biscoitos e flores de papel e deu-se a sua entrada em casas de classe média.
Elas também foram um contrapeso protestante para os presépios católicos exibidos em todas as igrejas.
 
O primeiro anjo, estrela e figuras de Natal foram feitas de algodão estampado, papel machê, ou cera no século 17.
A Alemanha tornou-se o principal centro de fabricantes de enfeites de vidro tão amados pela Rainha Vitória, nos séculos 18 e 19.
As mais recentes exposições da colecção vêm da China, onde a maioria dos enfeites de árvore de Natal baratos do mundo são agora produzidos.
The most recent exhibits in the collection come from China where most of the world's cheap Christmas tree baubles are now produced.

Fonte:
DailyMail


 » Classif.: 
 »  3,01 (315 votos)

Comentários
Código da Validação:




Código da ValidaçãoRefrescar Código

» Regras de Utilização
[Fechar]
TextoMultimédia da Segunda Guerra MundialLoja
Anterior 1/5 Próxima
Opções
Tamanho da letra » A+ / a- Imprimir » Imprimir
Comentar » Comentar Ver Comentários » Ver Comentários
Newsletter
Loja
  Amazon.com

  ebay.com

Estatísticas

Números do Site:
#Artigos: 187
#Multimédia: 772
#Cronologia: 538
Comentários